Nos casos em que o sistema de iluminação seja abrangido pelas situações referidas nas Subsecções 9.3.3 e 9.3.6, da Portaria nº 349-D/2013, poderá ser considerado um valor que exceda os 30%, face aos valores de iluminância presentes na referida norma (cf. nº 9.2).
No entanto, considerando as boas práticas de projeto de iluminação, estes valores devem apenas ser considerados para áreas específicas dedicadas, e não para o espaço como um todo. Por exemplo, no caso de montras e expositores no contexto de uma loja, a exceção só se aplica efetivamente para as respetivas áreas, que devem ter características de iluminação distintas das restantes áreas, designadamente, áreas de circulação ou de pagamento.

Close Menu