Nas situações de recurso ao catálogos de PTL, disponibilizados pelo (ITeCons – Construção, Energia, Ambiente e Sustentabilidade,os valores de “psi” correspondentes aos pormenores das caixas-de-estore já têm em conta as duas perdas (ligação parede/caixa-de-estore e ligação caixa-de-estore/caixilharia). O referido catálogo apresenta sempre o “psi” correspondente à ligação representada pelo que, se a situação, em concreto tem desenhada a ligação caixa de estore/parede e parede/janela, significa que considera todas essas perdas adicionais em relação à perda unidimensional dos elementos, ou seja, neste caso, a perda adicional em relação à perda superficial pela parede, pela caixa e pela janela.

Assim sendo e no caso de opção pelo uso do catálogo do ITeCons, só deverá ser considerado o comprimento da caixa de estore sendo que, na ligação entre parede e caixilharia, apenas se considera as ombreiras e soleira.

No caso de recurso a tabela de valores por defeito existentes na regulamentação em vigor, o “psi” será apenas relativo à perda de calor pela ligação parede-caixa de estore, o que significa que se terá de contabilizar as duas situações de PTL nesse comprimento – caixa de estore +  caixilho.

Em síntese, os valores das tabelas constantes dos respetivos Despachos, no que diz respeito às caixas de estore, não incluem a perda associada à ligação com o caixilho, o que implica a consideração conjunta da caixa de

Close Menu